terça-feira, 31 de março de 2020

É realmente necessário desinfetar todos os mantimentos durante esta pandemia?

Atualmente, não há evidências de que o COVID-19 seja transmitido por alimentos. 
O maior risco é estar perto de outras pessoas no supermercado enquanto faz compras.

Compras-em-supermercado
Photo//Foreveryoung

Devo manter minhas compras na garagem ou na varanda durante 3 dias?


Isso é claramente ridículo. Você realmente vai manter o seu leite, seu sorvete, suas carnes do lado de fora por três dias? Isso também tem implicações muito importantes na segurança alimentar. Isso soa como uma receita para o desastre, ou no mínimo comida estragada.
Há no entanto um pouco de verdade nesse conselho. Sabemos que o vírus é inativado lentamente à temperatura ambiente, com uma meia-vida de cerca de oito horas. Mas esse conselho pressupõe que todos os mantimentos estão contaminados e que simplesmente tocá-los deixará você doente, nenhum dos quais é verdade.

Eu realmente preciso desinfetar todas as caixas e embalagens?


Penso que este também é um conselho que não faz sentido científico. Se está preocupado que a parte externa das embalagens de alimentos possa estar contaminada, então é aconselhável lavar as mãos e ou desinfeta-las antes de se sentar para comer qualquer alimento que possa ter retirado desses recipientes. E note-se que, lavar as mãos antes de comer é uma prática recomendada mesmo quando não estamos em uma pandemia!
Devi lavar produtos frescos com sabão?
O sabão nunca não deve ser usado para lavar alimentos. Sabão não foi concebido para alimentos. Conforme mencionado no tópico vinculado, o sabão pode causar náusea, vômito e diarreia se ingerido.
As recomendações atuais de especialistas científicos, incluindo o FDA, dizem para lavar frutas e legumes frescos em água fria. Pode também mergulhar durante cerca de 15 minutos os vegetais e frutas em agua onde adiciona um comprimido de cloro, ou então numa solução de agua, um litro de agua e adiciona 8 gotas de lixivia (hipoclorito de sódio), lavando depois abundantemente com agua corrente.

As sacolas reutilizáveis ​​são arriscadas?


Muitas pessoas usam sacolas reutilizáveis ​​como uma escolha responsável. É uma prática recomendada (mesmo antes da época da pandemia) lavar regularmente as sacolas reutilizáveis.
Embora seja teoricamente possível que uma sacola reutilizável possa apanhar microorganismos, incluindo coronavírus enquanto estiver no supermercado, a maior ameaça que enfrentamos é estar perto de outra pessoa que esteja infetada com oCOVID-19. Sugere-se que mantenha suas sacolas de compras no carro, para que as tenha à mão na próxima vez que for às compras.
Se estiver preocupado com a possibilidade de suas malas estarem contaminadas com coronavírus, lave-as. Também deve lavar as mãos depois de terminar de guardar todas as suas compras. Este também sempre foi um bom conselho mesmo antes da pandemia.

O que posso fazer para reduzir o risco ao fazer compras?


Muitos supermercados oferecem desinfetantes para as mãos na entrada e higienizam os carrinhos de supermercado. Deve sempre utilizar esse desinfetante se disponível.
Faça em casa uma lista de maneira a que seja o mais rápido possível, evitando estar no supermercado muito tempo.
Pratique um distanciamento social apropriado, tentando ao máximo manter 2 metros de distância de outros compradores. Se houver um desinfetante para as mãos disponível use sempre

Donald Schaffner é um microbiologista e especialista em segurança alimentar da Universidade Rutgers.

Fonte//ScienceAlert


domingo, 22 de março de 2020

Como higienizar o carro para proteger do COVID-19


Limpeza extra e alguns cuidados reduzem o risco de contaminação para motoristas e passageiros. Mas o ideal é sair de casa o mínimo possível
Manter o carro livre de sujeira é importante para reduzir o risco de levar o coronavírus a bordo
Motoristas e passageiros de táxis e carros de aluguer com condutor estão mais sujeitos ao coronavírus, que pode ser transmitido de várias formas. A mais comum ocorre por meio de tosse ou espirros. E estar numa pequena cabine facilita esse contágio.


Limpar-o-carro
Photo//Carros


Nove dicas para aumentar a vida útil da bateria do seu carro


Outra forma de transmissão pelo novo coronavírus pode ser um contato físico mais próximo entre motorista ou passageiro. Até conversar perto pode ser perigoso. Não precisa ser antissocial, mas alguns cuidados são necessários para quem utiliza ou dirige um táxi, Uber ou outro.
Um conselho óbvio: não conduza ou viaje de automóvel se estiver com um resfriado, tosse ou achar que está com o coronavírus, mesmo que esteja usando uma máscara. Em último caso, peça ajuda a alguém da família para levá-lo até o médico. Entrar em um táxi ou outro nessas condições espalhará a doença.
Outra forma comum de contágio é tocar objetos e superfícies contaminadas. Uma vez dentro do carro, como passageiro, mantenha as mãos sobre as pernas e evite ficar mexendo em tudo. Ao sair, não se esqueça de lavar as mãos assim que puder.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o uso de máscaras cirúrgicas só é indicado quando o paciente já está infetado, para evitar a disseminação do vírus. Seu uso indiscriminado só aumentará o pânico, além de acabar com os estoques do produto para quem realmente precisa.
Na França, por exemplo, o presidente Emmanuel Macron decretou que as máscaras sejam vendidas apenas com receita médica e tabelou o preço do equipamento de segurança, bem como do álcool gel, que chegaram a aumentar até 700%.

Especialistas recomendam que as pessoas evitem transporte público, se possível. Isso aumenta a procura pelo transporte individual.
O motorista deve, constantemente, passar álcool em gel para limpar as áreas de contato, em especial, maçanetas, puxadores de portas, descansos de braços, volante, alavanca das velocidades, botões e outros elementos.
Nessa limpeza da cabine, uma opção ao álcool 70°,  que anda seja caro e difícil de encontrar, são desinfetantes do tipo Lysoform, para citar um exemplo.

Quando devo trocar os pneus do meu automóvel?


Algumas substâncias podem ser prejudiciais para os plásticos internos. Silicone estraga partes plásticas e retém sujeira e impurezas.
Os bancos exigirão um cuidado extra. Limpar com álcool está fora de questão. O melhor é aspirar o estofamento. Depois, borrifar uma solução de sabão neutro e água. No final, passe uma escova macia suavemente.
Há um cuidado vital: não borrife muito líquido. A solução não deve penetrar no estofamento. O excesso de líquido na superfície pode ser retirado com um aspirador de água. Para completar, deixe o veículo ligado com o ar quente e vidros fechados por cerca de 20 minutos. A limpeza do couro é mais fácil. Bastam sabão neutro e uma escova macia. Uma esponja de cozinha serve, mas não esfregue com a parte verde, mais áspera. Para completar o serviço, seque o banco com uma flanela.
E quanto ao ar-condicionado? Não é recomendado ligar o ar no máximo e fechar a ventilação para agradar os passageiros. A circulação sempre deve estar aberta. O filtro do ar condicionado não pode estar sujo. O sistema pode desenvolver vírus, fungos e bactérias.

O ideal é ter os vidros abertos. Pode ser incomodo no calor, mas não será tão desconfortável ou perigoso quanto apanhar o coronavírus.
Há um outro cuidado que motoristas e passageiros podem usar. Lenços humedecidos com álcool. Há lixo ou objetos deixados por passageiros? Leve um saco descartável e jogue fora o material assim que possível. A limpeza deve ser redobrada nesses dias.
Claro que não vale a pena fazer tudo isso e esquecer de lavar ou passar o álcool em gel nas próprias mãos.
Por trabalhar em um espaço fechado e lidar diretamente com pessoas que frequentam locais diversos como aeroportos, os taxistas e motoristas de outros veículos similares precisam redobrar a atenção. Nem precisamos falar que percursos para hospitais talvez despertem o mesmo temor e ainda mais cuidado na higienização.
Os sintomas de contágio envolvem febre, dores no corpo, tosse e falta de ar. Entretanto, segundo a OMS, o coronavírus pode ficar incubado por até 14 dias, embora o prazo possa ser de apenas um ou dois dias em alguns casos.




Quando devo trocar os pneus do meu automóvel?


Fonte//Carros


domingo, 15 de março de 2020

Usos e benefícios do chá de casca de cebola


Até 96% de todo o conteúdo mineral da cebola está concentrado em sua casca, aponta estudo
O chá de casca de cebola tem potencial benéfico para a saúde, pois é na casca da cebola que se encontra a maior parte dos minerais e compostos benéficos do vegetal. Além disso, alguns estudos mostraram que essa parte da cebola pode ser usada para a confeção de tintas naturais para cabelos e tecidos.


Casca-de-cebola
Photo Plantas e Raizes

Os benefícios do pepino


Benefícios para a saúde

Estudos demonstraram que a casca de cebola, principalmente as mais escuras (vermelho e amarelo), são ricas em compostos antioxidantes, podendo servir como uma fonte no desenvolvimento de produtos de elevado valor nutritivo agregado.

Na casca de cebola também estão presentes flavonoides do tipo flavonóis, que estão em maior concentração nas cebolas amarelas, destacando a quercertina e seus derivados, e as antocianinas, predominantes em cebolas roxas, sendo esses compostos os principais responsáveis pela sua coloração.
 As camadas exteriores da cebola são excelente fonte de substâncias antioxidantes, tendo capacidade antioxidante 23 superior à do alho. O chá de casca de cebola pode apresentar benefícios significativos para a saúde pois, de acordo estudo, apesar ser normalmente uma parte descartada, a casca da cebola apresenta 96% de todo o conteúdo mineral da cebola, sendo a cebola roxa o tipo mais rico em minerais.

Estudos apontam a capacidade antioxidante dos flavonoides, eles são capazes de reagir com vários tipos de radicais livres (que aceleram o envelhecimento precoce), formando assim compostos estáveis e retardando o envelhecimento das células. Pode-se mencionar também as ações anti-inflamatória, vasodilatadora, analgésica, anticancerígena, anti-hepatotóxica, bem como atividade antimicrobiana e antiviral. Saiba mais sobre esse tema na matéria: "Flavonoides: o que são e quais seus benefícios".
As antocianinas são substâncias responsáveis pelas cores azul, violeta e vermelha da maioria dos vegetais. Em termos de benefícios para a saúde, ela está lado a lado com os flavonoides.
A antocianina pode ser encontrada na amora, no mirtilo, na cereja, nos frutos da juçara e em muitos outros alimentos. Existem mais de 600 tipos de antocianina que são usados para diversas funções, como corantes alimentícios e medidores de pH. No nosso organismo, a antocianina proporciona diferentes benefícios, incluindo efeito antioxidante, anti-inflamatório, reforço para a memória de curto prazo, prevenção de glaucoma e proteção ao coração. Saiba mais sobre esse tema na matéria: "Antocianina presente nas frutas vermelhas traz benefícios para a saúde".
As cebolas vermelhas são aquelas que apresentam a maior quantidade de compostos benéficos, sendo até dez vezes superior à quantidade encontrada em outros tipos de cebola. Além desses benefícios, um outro estudo concluiu que o chá de casca de cebola tem a propriedade de prevenir o ganho de peso em excesso e o colesterol ruim em dietas ricas em gordura.



Alguns benefícios do mel para a saúde



Entretanto, todos os estudos mencionados testaram extratos extraídos em laboratório, e foram testados animais. Mais estudos (em humanos) são necessários para comprovar os benefícios do chá de casca de cebola para a saúde.

Uso como corante natural de tecidos

Experimentos realizados na Universidade de Lisboa em Portugal fizeram testes com as cascas de cebola como fonte de corante natural para tingir tecidos de algodão e lã. O resultado da análise mostrou que a solução de casca de cebola pode ser utilizada para dar a cor marrom aos tecidos. Outro estudo concluiu que tecidos de seda e lã também são facilmente tingidos com o corante natural de casca de cebola, proporcionando uma cor marrom-amarelada.

Uso como tinta de cabelo natural

A casca de cebola pode ser uma matéria-prima para a produção de tinta de cabelo natural, sendo uma alternativa para pessoas que apresentam alergia ao produto ou mulheres grávidas.
Em uma análise, 1 g da casca seca e triturada misturada em 10 mL de solvente e aquecida em banho-maria deu origem a um pigmento que pode vir a usado na indústria de cosméticos naturais. Mas isso não significa que se você fizer chá de casca de cebola em casa poderá usar como tinta de cabelo. Precisam ser realizados mais estudos para chegar à essa conclusão.


Benefícios da Banana




Fonte//Ecycle